DETROIT

Em um passado não muito distante, Detroit era uma das cidades mais ricas dos EUA, movida pela pujança da indústria automobilística. A maioria dos americanos tinham o sonho de morar e constituir família na cidade mais famosa do Estado de Michigan.

Infelizmente, a crise do setor automobilístico no início da década, em pouco anos, mudou totalmente esse cenário ao ponto de Detroit declarar falência em 2013, gerando muito desemprego, violência e pobreza, fazendo com que muitos moradores abandonassem a cidade em busca de uma vida melhor.

Felizmente, nos últimos anos a cidade tem se reerguido e o cenário desolador tem mudado aos poucos, caminhando para voltar a ser uma cidade bem cuidada e visitada por turistas.

Após lermos diversos blogs, nós decidimos ter cautela e visitar cidade rapidamente, por apenas um dia. Por outro lado, como seria nossa porta de entrada e saída, resolvemos fica hospedados em uma cidade vizinha e pujante, a bela Ann Arbor.

Considerada uma das cidades com a melhor qualidade de vida dos EUA, toda a sua economia gira em torno do gigantesco campus da UNIVERSITY OF MICHIGAN (500 S State St, Ann Arbor, MI 48109, EUA).

Ficamos hospedados no HYATT PLACE ANN ARBOR (3223 S State St, Ann Arbor, MI 48108, EUA).

O hotel é novo, bem conservado e aconchegante. A localização é ótima para quem quiser se deslocar, já que fica perto da estrada que liga a cidade com Detroit. Quartos amplos, confortáveis e silenciosos.  O banheiro tem uma boa ducha, espaçoso.

Estacionamento próprio, café da manhã farto e internet boa, ou seja, tudo que um ótimo hotel de rede precisa ter.

Acredito que fizemos uma excelente escolha, porque ficamos os últimos 3 dias da viagem nessa agradável cidade, com excelente infraestrutura e clima de interior.

Resolvemos visitar Detroit em um sábado, pois sabíamos que a cidade estaria bem vazia, já que ainda tem densidade populacional muito baixa se comparada às demais grandes cidades dos EUA, portanto, a maioria dos passeios e visitações seriam realizados sem muita muvuca.

As principais atrações ficam em Downtown, sendo possível fazer tudo a pé sem se preocupar com segurança por ser a região mais tranquila da cidade.

Realmente estava bem vazia e os deslocamentos foram feitos facilmente a pé, porém, quem quiser pode usar o People Mover para fazer os deslocamentos pela região central.

O trem suspenso (monotrilho) tem tarifa muito atrativa (cerca de US$ 0,75 por viagem), sendo que os tokens (moedas utilizadas para colocar na roleta e adentrar na plataforma) são adquiridos nas máquinas existentes nas estações. Há possibilidade de adquirir o passe mensal. As estações do People Mover são bem cuidadas e seguras.

Há estacionamentos baratos por toda a região central, nós resolvemos parar o carro no estacionamento da lateral da DETROIT OPERA HOUSE (1426 Broadway St, Detroit, MI 48226, EUA), bem perto da Estação Broadway do People Mover.

O estacionamento funciona no sistema automatizado, em que você entra, paga na máquina da cancela a tarifa de 10 dólares e pode ficar por até 24 horas. Não recomenda-se estacionar na rua para evitar os furtos de oportunidade.

Começamos nosso passeio pela GRAND CIRCUS PARK (23 E Adams Ave, Detroit, MI 48226, EUA).

Praça bacana que fica bem perto da Ópera de Detroit, sendo cortada pela Woodward Av, e tendo como principais atrações o chafariz e o polêmico sino.

A Woodward Avenue, também denominada Michigan Highway 1, conhecida como a rua pavimentada mais antiga dos EUA corta a região central e rende ótimas fotos com o contraste formado pelos prédios históricos a modernos que a circundam.

Recomendo uma agradável caminhada em sua parte final até chegar nas margens do Detroit River.

Paramos no belíssimo COMERICA PARK (2100 Woodward Ave, Detroit, MI 48201, EUA).

Incrivelmente localizado no centro da cidade, o estádio do Detroit Tigers é moderno e retrô ao mesmo tempo.

Recomendo assistir um jogo de baseball por lá e vivenciar o programa predileto dos norte americanos ou realizar o tour em dias sem jogos.

Em frente ao Comerica Park fica o FOX THEATRE (2211 Woodward Ave, Detroit, MI 48201, EUA).

O icônico teatro aberto em 1928 foi totalmente restaurado com sua arquitetura original, tendo boa programação de shows e eventos. Tem tour guiado.

Ao fundo do Comerica Park está localizado o FORD FIELD (2000 Brush St, Detroit, MI 48226, EUA).

O estádio do Detroit Lions é muito bacana, sendo totalmente fechado e climatizado. Vale assistir um jogo de futebol americano por lá, sendo recomendado comprar com bastante antecedência.

Ficamos realmente surpresos com a localização dos dois estádios, já que são vizinhos e localizados no coração de Detroit. Temos muito o que aprender com os norte americanos sobre civilidade e organização de eventos esportivos.

Continuamos caminhando pela Woodward Avenue até chegar na CAMPUS MARTIUS (800 Woodward Ave, Detroit, MI 48226, EUA).

A praça predileta dos habitantes de Detroit pela sua intensa agenda cultural fica no meio de Downtown e, além das boas fotos de seus chafarizes, oferece boas opções de restaurantes em suas redondezas.

Passamos pelo GUARDIAN BUILDING (500 Griswold St, Detroit, MI 48226, EUA), prédio comercial construído na década de 20, e pela SPIRIT OF DETROIT (2 Woodward Ave, Detroit, MI 48226, EUA), localizado na Hart Plaza, a estátua símbolo da cidade representa a relação de Deus com o Homem.

Terminamos o passeio no imponente RENAISSANCE CENTER (100 Renaissance Center Ste. 1101, Detroit, MI 48243, EUA).

Um dos prédios mais altos de Downtown, localizado as margens do Detroit River, abriga a sede mundial da General Motors e diversas atrações em seu interior como lojas, restaurantes, hotel e show room de carros.

Ao atravessar o prédio, o visitante chega no RIVERWALK (1340 Atwater St, Detroit, MI 48207, EUA), o calçadão em frente ao Detroit River.

Programa ideal para conhecer a cidade por diversos ângulos. Em sua extensão tem lanchonetes, parquinhos, carrossel, aluguel de bicicletas e afins, ou seja, opções para toda a família, sem contar a bela vista do outro lado do rio, para avistar a cidade de Windsor, no Canadá.

Apesar de uma certa insegurança, nós gostamos de Detroit, sendo que dois dias completos seria o ideal para esgotar todos os pontos turísticos e alguns restaurantes que não tivemos a oportunidade de visitarmos.

Por não ter sido memorável, acredito que não voltaremos, a não ser que tenha outra ótima promoção de passagens tendo Detroit como porta de entrada.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s