BUENOS AIRES – RESTAURANTES E HOTÉIS

Buenos Aires é a capital gastronômica da América do Sul, sendo impossível visitar os “hermanos” sem comer em ótimos restaurantes por preços bem camaradas.

Quase todos os estabelecimentos não cobram a taxa de serviço, deixando o cliente livre para pagar o quanto achar correto na gorjeta.

Nós geralmente pagamos 10% pelos atendimentos normais e 12-15% quando extremamente bem atendidos.

Caso vá visitar os restaurantes mais famosos, para evitar filas, aconselho reservar com antecedência via telefone ou aplicativos para smartphones, como o Restorando.

Vou dividir este tópico em 03 grupos (imperdíveis, bons e decepção).

Vamos começar pela melhor parte, ou seja, aqueles restaurantes cuja visita se torna obrigatória.

1) IMPERDÍVEIS

1.A) EL OBRERO (Calle Agustín R. Caffarena, 64, La Boca)

Restaurante encravado no bairro de La Boca desde 1954. Imperdível!

As paredes são decoradas com flâmulas e faixas de times de todo o mundo, com maior destaque, obviamente, para artigos do Boca Juniors.

O ambiente é bem simples, frequentado por argentinos, não aceita cartão de crédito, mas, sem dúvida alguma, faz uma das melhores carnes da cidade.

O couvert não empolga, portanto, não deixe de pedir como entrada as deliciosas lulas à dorê extremamente crocantes e saborosas. A cerveja Imperial de 1 litro vem trincando de gelada.

Após nos esbaldarmos com as lulas, pedimos um bife de lomo, um bife de chorizo e batatas fritas. As carnes estavam extremamente macias, saborosas e perfeitamente seladas. As batatas fritas na medida certa.

O atendimento é muito cordial e eficiente. Aconselho ir e voltar, uma vez que o Bairro de La Boca não é muito seguro, especialmente no período noturno.

Conta: 01 porção de lula (62 pesos) + 01 cerveja Imperial de 1 litro (25 pesos) + 01 porção de batatas (35 pesos) + 01 bife de lomo (78 pesos) + 01 bife de chorizo (69 pesos) = AR$ 269,00.

Repetimos a visita em outubro de 2014 e pedimos 03 cortes de carne (ojo de bife, lomo e chorizo), acompanhados de lulas a dorê, arroz e fritas.

Apesar da inflação alta, a comida continuou com uma excelente relação custo x benefício. Menos de 700 pesos para 04 pessoas comerem muito bem.

Segunda a sábado das 12hs às 16hs e das 20hs até o último cliente. Fecha aos domingos e feriados.

1.B) MIRANDA (Costa Rica 5602, Palermo Hollywood)

Situado no coração de Palermo Hollywood, este restaurante comida deliciosa a preços justos.

Dentro do salão as mesas são bem próximas, assim, quem quiser mais privacidade, tem que sentar no mezanino ou na área externa.

Pedimos duas Quilmes (long neck) para acompanhar a empanada de carne e o chouriço.

A empanada estava deliciosa. Massa leve e bem recheada. O chouriço não tinha gordura alguma, assado por inteiro. Muito bom !

Couvert composto por pasta de grão de bico e pães macios. Para os pratos principais o garçom nos ofereceu um menu do dia composto por algumas das especialidades da casa a preços especiais.

Minha esposa escolheu um bife de chorizo acompanhado de purê de batatas. Carne macia e muito saborosa. Prato para uma pessoa.

Eu escolhi um prato do menu regular, o cordeiro patagônico. Delicioso! Prato para duas pessoas comerem tranquilamente. 03 tiras de cordeiro acompanhados de batatas assadas com alecrim fresco, purê de berinjela grelhada e pesto de tomate.

De sobremesa, pedimos a famosa panqueca recheada com muito doce de leite. Posso dizer que o sabor faz jus à fama ! Serve duas pessoas.

Domingo a quinta das 09:00hs à 01:00hr, sexta e sábado das 09:00hs às 02:00hs.

1.C) HARD ROCK CAFÉ (Buenos Aires Design – Pueyrredón y Libertador, Recoleta)

Muita gente faz cara feia quando mencionamos esta rede americana de restaurantes/baladas/hotéis.

Porém, nunca nos decepcionamos com nenhuma unidade que visitamos. Considero imperdível para aqueles que amam o bom e velho rock and roll ! Vale a visita para escutar uma boa música e observar os itens expostos nas paredes.

Sem contar que o restaurante está localizado em uma galeria no melhor bairro de Buenos Aires (Recoleta).

Sentamos no andar superior, mais calmo e vazio. Como ainda era happy hour, as bebidas estavam no sistema tome 02 e pague 01. Eu tomei um chopp Quilmes Crystal e a minha esposa pediu o Mojito.

Para acompanhar as bebidas pedimos uma saborosa porção de mozzarella sticks.

Como pratos principais fomos de medallon de lomo e o big cheeseburger. Tanto a carne quanto o hambúrguer estavam deliciosos! Ao contrário da entrada, a comida veio em grande quantidade. Arrisco dizer que cada prato é suficiente para 02 pessoas.

Tenho que admitir que se trata de um restaurante caro se comparado aos demais de Buenos Aires, mas vale a visita.

Horário de funcionamento: Domingo a quinta das 12hs à 01hr, sexta e sábado das 12hs às 03hs.

1.D) FERVOR (Calle Posadas, 1519 – Recoleta)

Conforme descrito na entrada, trata-se de uma cozinha de “brasas de campo y mar”. Restaurante elegante, situado na Recoleta, imperdível ! Atendimento sensacional, comida boa e preço justo.

O couvert é composto por pães diversos, azeitonas picadas, feijão branco e polvo no azeite. Pedimos meia parrillada de frutos do mar acompanhada de purê de batatas. O prato serve 03 pessoas tranquilamente devido a grande quantidade de lulas, camarões, vieiras, polvos e peixes (salmão e prego). Simplesmente deliciosa !

Infelizmente não anotei todos os valores, mas lembro que o prato principal custou 249 pesos. Consideramos o preço bem justo para um prato de frutos do mar.

1.E) LA PESCADORITA (Humboldt 1905 esq. Costa Rica – Palermo)

Restaurante situado em Palermo Hollywood, especializado em frutos do mar, pouco conhecido dos brasileiros. Ambiente agradável, bom atendimento e comida muito bem preparada.

Couvert de pães com maionese temperada apenas razoável. Corona (long neck) bem gelada. Para acompanhar a cerveja pedimos uma porção de lagostim empanado com creme de wasabi. Camarões médios empanados. Porção cara para o que serve.

Para o prato principal pedimos uma paella negra ! Simplesmente sensacional ! Muito saborosa! Arroz e frutos do mar cozidos na tinta da lula. O prato serve, no mínimo, 03 pessoas.

Conta: Lagostim (80 pesos) + 4 coronas (30 pesos cada) + Couvert (20 pesos) + Paella negra (310 pesos) = 530 pesos.

1.F) LA CABRERA (José Antonio Cabrera, 5099)

Restaurante localizado em Palermo Hollywood e bastante procurado pelos turistas. Considerado por muitos como a melhor carne de Buenos Aires. Não concordo, mas com certeza fica entre as melhores.

Pedimos um bife de ancho de 800 gramas (igual ao da foto abaixo), corte mariposa, e uma tortilla para acompanhar.

Tudo estava delicioso, especialmente a carne, porém, a quantidade de gordura reduziu bastante o peso da peça. Serve tranquilamente 03 pessoas. Conta: couvert + água com gás + garrafa de vinho + carne + tortilla por 310 pesos.

1.G) A MANGER (Charcas, 4001 – Palermo)

Empório em Palermo que consideramos o melhor estabelecimento para comprar comida em Buenos Aires.

Ao entrar você se depara com uma enorme mesa lotada de comidas para levar, os famosos “pinchos”. Basta pegar um pote, se servir e entregar para o atendente pesar. Recomendo os diversos rolinhos de frios (presuntos e queijos diversos) embebidos no azeite. Os preços variam de 24,90 até 27,90 pesos cada 100 gramas.

Não deixem de provar o dip de queijo branco e ciboulette e o salame caseiro com ervas finas. Os melhores queijos variam de 150 a 200 pesos o kilo ! Gastamos 219 pesos e compramos MUITA comida. Quem preferir comer no próprio local, o estabelecimento disponibiliza algumas poucas mesas para desfrutar das porções com uma cerveja bem gelada ou uma garrafa de vinho.

1.H) HERNAN GIPPONI RESTAURANTE

Restaurante que ficava dentro do Hotel Fierro e era considerado o melhor de Buenos Aires em 2013. Infelizmente fechou as portas em 2016. Eu decidi manter o relato no blog caso seja reaberto em algum outro lugar.

Menu degustação delicioso, ambiente agradabilíssimo e atendimento impecável.

O jantar para duas pessoas com 02 garrafas de água com gás custaram 556 pesos. Apesar de um pouco caro, há que se pensar que o mesmo menu em São Paulo custaria, no mínimo, o dobro do preço.

1.I) MARCELO (Alicia Moreau de Justo 1140)

Restaurante elegante em Puerto Madero que faz ótima comida por preços um pouco altos.  Aconselho chegar cedo para escolher uma mesa com vista para o rio.

Pedimos de entrada um delicioso camarão ao alho e óleo. A foto abaixo representa somente um pedaço da porção, acompanhado da cesta de pães para aproveitar o molho rico em sabores.

Prato principal: macarrão com muitos frutos do mar. Serve tranquilamente duas pessoas. Todos os frutos do mar cozidos perfeitamente, bem temperados. E, para finalizar, a explosão de sabores, um volcano de dulce de leche para compartilhar.

Os pratos + 06 quilmes + cesta de pães: 915 pesos.

1.J) PARILLA PEÑA (Rodriguez Pena, 682)

Restaurante frequentado por argentinos, situado em uma rua sem muito movimento, que faz uma das melhores carnes de Buenos Aires. Atendimento cordial e eficiente.

Pedimos bife de lomo (extremamente macio) acompanhado por um delicioso purê sem qualquer pelota. Empolgados pela qualidade da comida, pedimos ainda um ótimo bife à milanesa.

Valor muito aquém da qualidade e quantidade da comida que provamos. Voltamos algumas outras vezes e a qualidade foi mantida, assim como os preços.

1.K) RAPA NUI (vários endereços)

Não é bem um restaurante, mas uma rede que faz os melhores chocolates caseiros e sorvetes de Buenos Aires.

O cliente pode montar a própria caixa, por 380 pesos/kg. Imperdível!

1.L) LA ROSA NEGRA (Dardo Rocha 1918 – Martinez, Buenos Aires)

Restaurante elegante situado no município de San Isidro, na Grande Buenos Aires, em uma rua atrás do clube de golfe e do hipódromo da cidade.

Alugamos um carro para visitar Tigre e aproveitamos para jantar em San Isidro. Esperamos cerca de 40 minutos por uma mesa, enquanto isso ficamos tomando cerveja e coquetéis no bar.

Pedimos camarões e carpaccio de entrada. Pratos principais: polvo à espanhola, truta patagônica e camarão com risoto.

Preços justos pela qualidade da comida e do ambiente.

1.M) LA PECORA NERA (Ayacucho 1785 | Recoleta).

O nosso restaurante preferido em Buenos Aires. Situado em uma pequena rua da Recoleta, com ambiente muito agradável e atendimento sensacional. A comida era tão boa que voltamos 2 dias seguidos.

Para entradas pedimos a famosa Burrata, que não está no cardápio, o carpaccio de polvo e a pizza de cogumelos. Simplesmente deliciosos.

Os pratos principais conseguiram superar as entradas. Os risotos, que serviram duas pessoas, são preparados à perfeição.

Para finalizar, pedimos as igualmente saborosas sobremesas. Preços justíssimos pela qualidade da comida.

1.N) PIZZARIA GÜERRÍN (Av. Corriente, 1368 – Buenos Aires)

A melhor e mais famosa pizza de Buenos Aires. O ambiente é bem simples, mas está sempre lotado, tanto no balcão quanto nas mesas espalhadas pelos 3 andares do lugar.

Pedimos 2 fatias de pizzas (napolitana e fugazzeta) muito saborosas. O ponto alto ficou por conta das empanadas fritas (carne – presunto e queijo) que estavam deliciosas. Tudo isso aliado ao preço baixo nos faz recomendar fortemente esse lugar!

2) BONS

2.A) DON JULIO (Calle Guatemala, 4691)

Restaurante tradicional localizado em Palermo Soho, famoso por suas carnes. Ambiente rústico, com tijolos aparentes e decorado com garrafas de vinho.

Pão caseiro delicioso no couvert. A batata portuguesa estava muito oleosa e chegou 20 minutos antes das carnes, que, por sua vez, estavam macias e saborosas.

Conta: Couvert de pães caseiros com vinagrete, manteiga e chimichurri + bife de cuadril + ojo de bife + batatas espanholas + taça de vinho + 2 águas + cerveja Quilmes long neck por 348 pesos.

2.B) CABANA VILLEGAS (Av Alicia Moreau de Justo, 1048)

Localizado em Puerto Madero, no eixo pega-turista de Buenos Aires. Não está no rol dos restaurantes imperdíveis, pois há outros estabelecimentos que oferecem a mesma qualidade por preço inferior e sem filas de espera. Porém, a comida é muito boa.

Chegamos as 11 da noite, sem reserva, e ficamos na fila de espera! O restaurante estava lotado! O atendimento é muito demorado.

Couvert + bife de picanha + ojo de bife + risoto para acompanhar + 4 cervejas por 432 pesos (incluídos os 10% do garçom).

2.C) RESTAURANT JARDIN JAPONES (Av. Casares 2966)

Comida japonesa de boa qualidade em um ambiente agradável. Após uma visita ao Zoo e ao Jardim Japonês resolvemos entrar no restaurante para almoçar algo rápido. Comida boa.

01 yakissoba de camarão + 01 combinado de 12 peças sushi/sashimi + 01 cerveja quilmes e 01 água por 280 pesos.

2.D) LA CARRANZITA (A J Carranza, 1859)

Simpático restaurante em Palermo com ótimo atendimento e boa comida. O melhor preço que encontramos durante toda nossa viagem.

Uma empanada + couvert bem simples + 2 quilmes grandes + bife de lomo + ojo de bife + talharim por 260 pesos.

2.E) LA CHOLITA

Restaurante frequentado por argentinos, em sua maioria.

Pedimos um bife de chorizo e um bife de lomo, ambos acompanhavam fritas e calabaza (purê de abóbora). As carnes estavam deliciosas. Os acompanhamentos, apenas razoáveis. A cerveja bem gelada.

Preços baixos. A conta deu 219,00 pesos.

2.F) PARILLA AIRES CRIOLLOS (Av. Santa Fe 1773, Buenos Aires)

Restaurante elegante e com boa comida.

Pedimos ojo de bife e bife de lomo. O cordeiro que meu pai pediu estava saboroso, porém, muito fibroso. Preços justos.

2.G) SQUZI (Vicente Lopez 1661 – Buenos Aires)

Ótimo café da manhã por preços baixos.

Pedimos dois combos, ambos tinham café com leite, salada de frutas e suco de laranja, o meu completava com omelete e media lunas e o da minha esposa tinha 2 media lunas tostadas com presunto e queijo.

Muita comida, mas bem preparada e melhor que o café da manhã da maioria dos hotéis.

2.H) RODI BAR (Vicente Lopez 1900, Buenos Aires, Argentina)

Pequeno restaurante encravado no cruzamento das ruas Ayacucho e Vicente Lopes, no bairro da Recoleta, que faz boa comida a preços bem justos. Fomos no sábado e ficamos uns 15 minutos na fila de espera.

Pedimos deliciosas empanadas de entrada acompanhadas de uma Quilmes de litro. Como prato principal fomos de bondiola (paleta suína) grelhada acompanhada de batatas fritas e salada que estava bem honesta.

Confesso que erramos na pedida porque achamos que seria a paleta bovina. O garçom fez um ótimo atendimento, inclusive nos disse para não pedir o segundo prato porque a bondiola seria suficiente.

2.I) PARILLA LA COQUETA (Pres. Jose Evaristo Uriburu 1680, Buenos Aires)

Restaurante acanhado situado a 2 quadras do cemitério da Recoleta que oferece apenas 3 mesas do lado de fora e umas 10 dentro. A parilla (churrasqueira) fica no mesmo ambiente mas não defuma os clientes.

Pedimos um bife de chorizo que estava uma delícia! Saboroso e macio. A porção inteira dá para duas pessoas. A batata frita estava razoável. Tudo acompanhado de uma Quilmes de litro bem gelada. Preços baixos.

3) RAZOÁVEIS

3.A) SANTA FÉ 1234

Restaurante 24 hrs com comida e preços honestos. Nada a ser exaltado, assim como nada criticável. Pedimos uma pizza individual e um bife a milanesa acompanhado de purê.

Acho que tenha valor somente para os famintos da madrugada, pois Buenos Aires oferece diversas opções melhores.

3.B) EL CUARTITO (Talcahuano 937, Buenos Aires)

Pizzaria tradicional de Buenos Aires, com ambiente bem simples, mesas próximas e sempre muito cheia!

Tendo em vista todos os elogios no Trip Advisor e diversos blogs, chegamos esperando a melhor pizza de nossas vidas, mas não achamos nada de especial, apenas razoável. Pedimos a famosa Fugazzeta. Preços honestos.

3.C) EL SANJUANINO (Posadas 1515 | Recoleta, Buenos Aires)

Outro restaurante que esperávamos a melhor empanada de nossas vidas, e, mais uma vez, nos decepcionamos. As empanadas são boas, mas não são melhores que a maioria dos restaurantes de Buenos Aires. Preços honestos.

3.D) IL GATTO (Posadas 1052, Recoleta)

Rede de restaurantes com diversos endereços. Estávamos passeando pela Recoleta quando chegamos em um local chamado La Recova, uma espécie de praça embaixo do viaduto da Av. 9 de julho, que tem vários restaurantes e cafés.

Sentamos para tomar cerveja e comer uma porção. Após algumas horas decidimos almoçar por ali mesmo.

Comida e preços razoáveis. Vale muito mais pelas mesas na calçada.

3.E) ROMARIO (Gurruchaga 1493 esq. Gorriti., Buenos Aires)

Restaurante/pizzaria situado em uma agradável esquina no bairro da Recoleta. O restaurante tem várias mesas na calçada, tornando-se um lugar agradável para uma cerveja gelada no final da tarde.

A pizza estava razoável e os preços são honestos.

4) DECEPÇÕES

4.A) KANSAS GRILL PALERMO (Av. Del Libertador, 4625)

Situado em uma área nobre do Bairro de Palermo, este restaurante ao estilo Outback, tem cardápio que lembra os famosos “diners dos Estados Unidos. O restaurante é muito bonito e confortável, porém, este é o único elogio que podemos fazer.

Eu pedi um camarão com creme de espinafre e arroz. Estava péssimo. O creme de espinafre estava gelado, o arroz sem sabor e os camarões salgados. Minha esposa pediu uma costela de porco acompanhada de batata assada recheada. A costela até tinha um sabor agradável, porém, assim como a batata, estava gelada.

Por fim, achamos a comida demasiadamente cara. Fomos em 2013 e pagamos 310 pesos por uma comida ruim.

4.B) BUENOS AIRES GRILL (Avenida Santa Fe 1876)

Restaurante bacana localizado na Avenida Santa Fé, muito bem avaliado em blogs e sites especializados. Confesso que a avaliação como decepção tem uma grande parcela de culpa nossa, pois pedimos massas em um restaurante especializado em carnes.

Por outro lado, o restaurante não pode oferecer comida sem sabor algum. Acertamos apenas na entrada (chorizo e empanada de lomo) e no chopp Quilmes bem tirado.

As massas com frutos do mar estavam totalmente sem gosto. O camarão estava cru. Imperdoável.

4.C) EL CLUB DE LA MILANESA (Av. Gral. Las Heras 2101)

Rede de restaurantes espalhada por toda a capital portenha. Após várias vezes em Buenos Aires resolvemos experimentar e posso dizer que nos arrependemos.

A comida estava gordurosa e sem sabor. O preço não é caro, mas, mesmo assim, não vale a pena.

4.D) MI BARRIO HAMBURGUESERÍA (Arenales 2609, Buenos Aires, Argentina)

Fomos pelas avaliações do Trip e acabamos nos decepcionando. A única coisa que concordamos foi com o preço, barato. As batatas fritas Mi Barrio (empanadas) estavam murchas e oleosas.

Os sanduíches (Palermo Hollywood e Barrio Norte) estavam saborosos mas as carnes tinham vários pedaços de gordura. A limonada, apesar de boa, é extremamente açucarada. O atendimento é MUITO ruim e antipático. Sério, não vale a visita.

Se pegarmos todos os restaurantes que fomos em Buenos Aires, felizmente, frequentamos, em sua maioria, lugares com ótima comida e preços justos. Isso acontece porque fazemos uma extensa pesquisa em sites como Trip Advisor, Yelp e Restorando, além da leitura de blogs diversos, especialmente aqueles que não recebem qualquer tipo de patrocínio para fazer uma resenha.

Em relação à acomodação, já ficamos em diversos lugares diferentes, sendo que chegamos à conclusão que Buenos Aires se divide em 05 áreas para hospedagem: Centro, Palermo, Recoleta, San Telmo e Belgrano.

Buenos Aires é a cidade que mais visitamos desde a criação do blog (10 vezes), sendo que San Telmo é o único bairro, daqueles que consideramos bons, que ainda não nos hospedamos.

1) CENTRO

1.A) HOTEL LAFAYETTE (Reconquista, 546)

Em 2013 ficamos hospedados neste hotel está situado no calçadão central de Buenos Aires, bem próximo do Obelisco, Calle Florida, Casa Rosada, Galeria Pacífico, Teatro Colón, Puerto Madero e demais pontos turísticos da região.

O Hotel é antigo, assim como a maioria dos hotéis da região, mas está todo reformado, portanto, o quarto é confortável e o banheiro é limpo. O café da manhã é bom para o padrão argentino. Nada a reclamar da estrutura do hotel.

Em minha opinião, o único ponto positivo de se hospedar no Centro é a proximidade dos pontos turísticos acima mencionados.

Os pontos negativos são diversos, entre eles, a insegurança, o tráfego, a sujeira e o barulho. Além de ser a região mais pega turista de Buenos Aires, com preços elevados e qualidade duvidosa dos restaurantes.

1.B) EL CONQUISTADOR HOTEL3.5 de 5 (Suipacha 948)

Em nossa viagem de dezembro de 2013 fomos obrigados a nos hospedar nesse hotel graças ao atraso de 09 horas no voo entre Buenos Aires e Mendoza efetuado pela péssima Aerolineas Argentinas.

O hotel é antigo, porém, reformado, sem carpete no quarto. O ar condicionado não tinha potência suficiente para gelar o ambiente. Não tem wi-fi nos quartos. Classifico como honesto, porém, está localizado em uma rua perigosa, especialmente à noite, com prostíbulos ao seu redor.

Ponto positivo pelo excelente atendimento prestado pelo recepcionista brasileiro que trabalha de madrugada, cujo nome não lembro agora.

1.C) IBIS BUENOS AIRES (Hipolito Yrigoyen 1592, Buenos Aires 1089, Argentina).

Na volta de nossa viagem para Bariloche e região (ver post), em janeiro de 2016, ficamos hospedados nesse hotel que consideramos o nosso padrão mínimo de hospedagem.

Situado em frente à Praça do Congresso, o hotel mantém o padrão da Rede Íbis, ou seja, preços baixos, quartos simples e confortáveis, além do melhor custo x benefício. Ideal para quem não faz questão de luxo. Não tem frigobar, o café da manhã e o estacionamento são cobrados a parte, porém o wifi e o ar condicionado funcionaram bem.

A localização é muito boa, em uma região mais segura do Centro, perto do metrô e com várias linhas de ônibus.

2) PALERMO

O Bairro de Palermo (sub-dividido em Soho e Hollywood) possui grandes parques e áreas verdes ideais para caminhar e conhecer a cidade fora do eixo Casa Rosada – Puerto Madero. Ideal para quem procura vida noturna, compras e incontáveis restaurantes com a melhor comida da cidade.

Quem deseja fazer compras pode dar um pulo nos outlets da Avenida Córdoba (a partir do nº 4200) e das Ruas Gurruchaga e Aguirre, assim como na Calle Murillo para adquirir artigos de couro. A linha verde do metrô percorre toda a parte norte do bairro.

Possui ótimos hotéis, novos e pequenos, com elevado padrão de qualidade. Único ponto negativo, você tem que andar desviando da enorme quantidade de cocô de cachorro espalhada pelas calçadas.

2.A) FIERRO HOTEL (Soler, 5862).

Em maio de 2013 nos hospedamos nesse que consideramos o melhor hotel de Buenos Aires.

Atendimento gentil e eficiente. Quartos e banheiros amplos, novos e limpos. Cama extremamente confortável. Café da manhã maravilhoso servido ao estilo menu degustação. O restaurante do hotel é considerado top 3 de Buenos Aires.

Os preços não são muito baixos, mas aconselho sempre ficar de olho em alguma promoção fora de temporada.

2.B) HOWARD JOHNSON INN PALERMO (Niceto Vega, 5832)

Ficamos nessa rede de hotéis dos EUA em agosto de 2013 e posso dizer que tivemos outra excelente surpresa.

Hotel novo, limpo e confortável. O banheiro é grande e bem equipado. Ponto negativo para a cortina ao invés de box. Café da manhã nos mesmos padrões dos demais hotéis de Buenos Aires. Funcionários solícitos e gentis. Voltaria com certeza. Muito bem localizado, próximo a diversos restaurantes.

3) BELGRANO/COLEGIALES

Belgrano fica um pouco afastado do Centro, mas é muito movimentado por ser cortado por algumas das maiores avenidas da capital. Vizinho de Palermo, em seu limite fica o chamado Bairro Chino, também conhecido como a Chinatown de Buenos Aires.

O restante do bairro é muito tranquilo e aprazível, não sentimos medo em momento algum. Outro ponto turístico famoso do bairro é o Estádio do River Plate.

Colegiales faz divisa com Belgrano, na zona norte da cidade, e posso afirmar, sem qualquer dúvida, se tratar do lugar ideal para o turista que não gosta da muvuca do Centro ou da invasão estrangeira em Palermo e Recoleta.

O bairro é bonito, arborizado, limpo, calmo e quase sem turistas. Tipicamente residencial.

3.A) CRISTAL PALACE (Ciudad de la Paz, 2550).

Como ficaríamos apenas um dia em Buenos Aires, em dezembro de 2014, optamos por um hotel a 3 quadras de nossa casa de câmbio predileta. Posso considerar como um hotel de passagem, no máximo.

O prédio é antigo, bem antigo, porém não cheirava mofo. Necessita de uma ampla reforma. Urgente ! Café da manhã péssimo, mesmo. Ponto positivo: tivemos um problema no pagamento, eis que pagamos em dinheiro, mas, mesmo assim, debitaram em nosso cartão. No mesmo dia enviei um e-mail para a funcionária Romina que, imediatamente, de forma muito eficaz, resolveu o problema.

4) RECOLETA

Sem dúvida alguma, o melhor bairro de Buenos Aires. Um bairro limpo, organizado, seguro, em que uma simples caminhada por suas ruas se torna um programa aprazível.

Shoppings, lojas de grandes marcas, cafés e restaurantes tradicionais compõem a atmosfera da Recoleta.

4.A) HOTEL CARLTON (Libertad, 1180)

Em janeiro de 2014 ficamos hospedados nesse hotel que fica bem no início da Recoleta, sendo a localidade considerada, por alguns, como Centro ainda.

O hotel é bom, apesar de antigo, está reformado, possuindo camas confortáveis, tv grande e ar condicionado potente. O elevador é muito apertado, deve prejudicar em dias lotados. Banheiro pequeno, box com cortina.

Primeiramente nos deram um quarto que cheirava cigarro, imediatamente pedimos a troca e nos ofereceram um quarto voltado para o fundo, sem odores e barulho da rua. A localização é boa. Recomendo devido ao preço, pois, quando fomos, estava com ótima relação custo x benefício para o início do ano.

4.B) CE HOTEL DE DISEÑO (Marcelo T de Alvear 1695)

O hotel está bem localizado, próximo à avenidas movimentadas, além de curta distância caminhando até o coração da Recoleta (15 minutos). Fomos no feriado da Páscoa de 2014.

Por estar mais próximo ao Centro, há que se ter os cuidados normais para caminhar no período noturno, porém não nos sentimos inseguros em momento algum. Os quartos são grandes e novos, os banheiros possuem banheira de hidromassagem (jacuzzi). O café da manhã é simples, mas bem preparado.

4.C) AYRES DE RECOLETA HOTEL (J E Uriburu 1756, Recoleta).

Fizemos uma viagem em outubro de 2014 e, desta vez, ficamos na melhor parte da Recoleta, bem em frente ao Recoleta Mall e a meia quadra do famoso cemitério. A rua é bem calma, com pouco movimento e vários restaurantes/bares próximos.

Os quartos são equipados com geladeira, fogão e microondas. Camas confortáveis. O café da manhã é servido no quarto, em uma bandeja, e pode ser classificado como satisfatório. Hotel altamente recomendável pelo seu custo x benefício.

4.D) AYRES DE RECOLETA PLAZA HOTEL (Guido 1980, Recoleta)

Em dezembro de 2015 ficamos hospedados em outro hotel da rede Ayres. Muito bem localizado, na entrada da Plaza Recoleta, que abriga o famoso cemitério, este hotel tem instalações novas, muito bem conservadas.

Os quartos são grandes e com cozinha completa. Recomendo pedir os quartos virados para o fundo, acredito que devem ser mais silenciosos. O café da manhã é cobrado à parte (90 pesos), mas nós resolvemos caminhar e fazer a refeição em alguma das diversas opções do bairro. A internet é péssima, mas voltaríamos.

 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s