BARILOCHE

Os brasileiros conhecem Bariloche pelas famosas pistas de esqui do Cerro Catedral e do Cerro Otto.

Eu e minha esposa fomos na contramão e resolvemos vistar a Região dos Lagos da Patagônia em pleno verão (20 dez – 06 jan – 2015).

Fizemos o voo São Paulo – Buenos Aires, e, após dois dias passeando pela capital, voamos por 2h:20m com a Lan até Bariloche.

O voo foi tranquilo, sempre digo que a LAN cumpre bem seu papel ao oferecer bons preços com bom serviço, bem melhor que sua irmã brasileira (TAM).

aeroporto

O aeroporto de Bariloche é pequeno, porém, bem cuidado e organizado.

Ao desembarcarmos o funcionário da empresa de aluguel de carro já nos esperava com uma placa.

Aqui ficam duas dicas muito valiosas:

1) Alugue um carro, sempre! Sai mais barato que os passeios guiados, sem contar o fato de ser muito mais confortável e ainda lhe dá a chance de conhecer as cidades próximas pelas rotas mais bonitas.

2) Não alugue seu carro com as grandes redes, por ser um destino bastante procurado as empresas mais conhecidas como Hertz, Budget e Avis enfiam a faca nos turistas. Procure pelas empresas locais.

Nós alugamos com a BARI CAR (http://www.bari-car.com.ar/) e posso garantir que foi a melhor coisa que fizemos!

Empresa muito séria que só trabalha com carros novos, o nosso Corsa tinha menos de 2.500 kms, e com preços muito melhores que as demais.

Sem contar a facilidade do funcionário lhe esperar no aeroporto com o automóvel e, sem filas, após, uma breve preenchida de papelada, você estará pronto para sair dirigindo.

O processo durou menos de 10 minutos, o carro tem seguro total e basta marcar o horário de entrega do veículo no próprio aeroporto antes do seu voo de volta.

Recomendo que você faça um orçamento com a Juliana!

Como nosso voo chegou no final do dia e faríamos um roteiro por San Martin de Los Andes, Villa La Angostura e Esquel (escreverei um post para cada lugar), deixando Bariloche para o final da viagem, nós ficamos hospedados por uma noite no AMERIAN VILLA HUAPI RESORT (Los Notros 1530 y Los Retamos – Dina Huapi 8402 Argentina).

FullSizeRender (3)

FullSizeRender

Localizado em DINA HUAPI, pequena cidade a 15 km de Bariloche, na porta de entrada da Ruta de Los 7 Lagos, o hotel consiste em blocos de apartamentos totalmente equipados e com uma vista do Lago Nahuel Huapi de tirar o fôlego.

FullSizeRender (4)

FullSizeRender (1)

Tudo no lugar tem excelente qualidade, desde a roupa de cama até os móveis da sala e as duas ótimas televisões de LCD.

FullSizeRender (2)

Nós ficamos no terceiro e último andar, mas cuidado que não tem elevadores, portanto, qualquer restrição de locomoção, aconselho ficarem no térreo.

dina huapi - lago hotel 1

Não tem ar condicionado, mas como, mesmo no verão, as temperaturas são muito amenas, recomendo dormir com a janela aberta só para ouvir o barulho do lago.

dina huapi - lago hotel

A vontade é de dormir na sacada para ficar admirando a paisagem com as luzes de Bariloche ao fundo.

dina huapi - lago hotel cidae

Não tem muito o que fazer na cidade, além de ir nas praias públicas às margens do lago.

dina huapi - lago 2

dina huapi - lago 1

Como estava muito frio não conseguimos entrar na água.

Jantamos no CAFE DON REY (494 Estados Unidos, Dina Huapi, 8402, Río Negro, Argentina).

FullSizeRender

Pequeno restaurante especializado em pizzas e empanadas.

FullSizeRender (4)

FullSizeRender (3)

Nós comemos duas empanadas de carne e um calzone napolitano que estavam deliciosos.

FullSizeRender (2)

Tudo acompanhado de uma cerveja artesanal La Cruz muito boa.

FullSizeRender (1)

Os preços são baixos, a comida deliciosa e o atendimento cordial. Recomendo !

Nós paramos uma noite em Bariloche no nosso caminho entre San Martin de Los Andes e Esquel.

Nesse dia fizemos uma extravagância e nos hospedamos no incrível LIROLAY SUITES (Avenida Exequiel Bustillo 7051, San Carlos de Bariloche – 8400 – Río Negro, Argentina).

Lirolay

Hotel luxuoso e privativo, pois conta com pouco quartos fazendo com que o atendimento seja extremamente personalizado, educado e solícito.

SubstandardFullSizeRender (2)

O lugar é sensacional, aconchegante, quartos amplos, pequena cozinha completa, sacada com vista impressionante do lago tendo a cordilheira ao fundo. Só vendo para entender.

SubstandardFullSizeRender

O ponto alto fica pela banheira de hidromassagem com a mesma vista da sacada.

SubstandardFullSizeRender (1)

Café da manhã completíssimo em que o cliente pode pedir omeletes, panquecas e torradas para a cozinheira.

Lirolay - lago

O hotel tem uma pequena praia privativa com cadeiras e mesas.

Lirolay - lago 1

Confesso que o hotel não é barato, mas vale cada centavo, sendo que no verão e/ou primavera, os preços ficam mais razoáveis. Recomendo fortemente!

Após rodarmos por mais de 2.000 kms, voltamos para passar 6 dias em Bariloche.

Dessa vez ficamos hospedados no BARILOCHE HABITAT (San Martín 460, San Carlos de Bariloche, Río Negro, Argentina).

AAAA

Flat que fica localizado no final da Calle San Martín, quase no acesso da Avenida Exequiel Bustillo que te leva para os pontos turísticos da cidade.

Tenha em mente que não é um hotel, portanto sem limpeza ou café da manhã, mas a localização é muito boa porque fica perto de tudo.

Tem cozinha completa e um bom isolamento acústico do barulho dos veículos. A internet é fraca e, durante o verão, fica um pouco quente por não ter ar condicionado, apenas ventilador.

O custo benefício é válido porque os preços são bem menores que os hotéis da região.

Ressalvo que o turista tem praticamente duas opções para se hospedar em Bariloche: no Centro, perto do comércio, dos restaurantes e do agito, ou na Avenida Exequiel Bustillo, porta de entrada para o Cerro Catedral e demais passeios, com excelente vista do lago Nahuel Huapi.

vgb

Nós ficamos nas duas partes e há pontos positivos tanto no Centro, onde pode-se fazer quase tudo a pé, com hotéis mais antigos e boas opções de flats e apartamentos, quanto na avenida, mais privativa e afastada, cujos hotéis são mais novos e estrelados.

vgb

Assim, depende do gosto do turista e se está viajando com ou sem carro.

Bariloche não é uma cidade muito barata para comer, tendo, inclusive, diversos restaurantes renomados e que só funcionam via reserva.

Como já explanado em outros posts, nós não gostamos de comer em lugares chiques, portanto, escolhemos restaurantes bons e baratos para fazermos nossas refeições.

1) ALBERTO PASTA (Villegas y Elfein, San Carlos de Bariloche).

IMG_8929 (1)

Ambiente familiar que serve deliciosos pratos italianos, cuja massa é preparada ali mesmo.

FullSizeRender (1)

Minha esposa pediu um canelone de presunto e queijo.

FullSizeRender

Eu experimentei a lasanha Alberto. Tudo estava realmente muito bom, só aconselho pedir para tirar o presunto parma da lasanha porque o gosto é muito forte.

IMG_8933

Os pratos são fartos, sendo que um serve duas pessoas que comem bem. Os preços são ótimos.

(para quem não come muito dá pra dividir) e custam, em média, 110 pesos. estavam deliciosos, mas a lasanha Alberto tem sabor bem forte (tem carne, presunto parma, linguiça, ovo e queijo, coberta com o molho que vc escolher). O molho bolonhesa estava ótimo.

2) GIRULA PIZZA (San Martin 594, San Carlos de Bariloche).

Pequena pizzaria que, apesar de estar muito bem avaliada no Trip Advisor, não nos agradou.

Pedimos para viagem uma pizza de jamón y queso e a massa veio completamente salgada. A consistência estava boa e com bastante recheio, mas é inadmissível errar assim na massa.

Preços em torno de 170 pesos a pizza grande (8 pedaços).

3) LA PARILLA DE JULIAN (San Martin 590, San Carlos de Bariloche 8400, Argentina).

aaa

Tem três unidades, duas na Calle San Martin e uma na Mitre, cujas instalações são aconchegantes e servem comida gostosa aliada a bom atendimento e preços justos para os padrões de Bariloche.

FullSizeRender (1)

Fomos duas vezes e as carnes sempre macias foram servidas no ponto correto, bem como o peito de frango.

FullSizeRender

Os acompanhamentos (purê, arroz, fritas) são gostosos, em porções individuais.

SubstandardFullSizeRender

Recomendo.

4) FRIENDS (Mitre y Rolando – San Carlos de Bariloche 8400, Argentina)

Foto extraída do site viajeros

Restaurante/Lanchonete sempre aberto e nunca vazio.

Foi um dos únicos estabelecimentos que abriu para o almoço do dia 01/01 e, mesmo lotado, o atendimento foi muito cordial e eficiente.

FullSizeRender

Levamos para viagem um churrasquinho e um hambúrguer à napolitana. Estavam muito bem preparados, sem gordura.

IMG_8924

Preço justo.

5) LA PARILLA DE TONY (San Martin 574, San Carlos de Bariloche 8400, Argentina)

IMG_8927

Especializado no ótimo churrasco argentino, esse restaurante é bem bacana e, apesar da parilla ser no mesmo ambiente das mesas, o cliente não sai defumado.

As carnes são muito boas. Nós pedimos bife de chorizo e de lomo com fritas para acompanhar.

O cubierto, gratuito, é composto por pães e berinjela no azeite.

IMG_8928

Preço parecido com os demais restaurantes da Calle San Martin.

6) REN VEGETARIANO (Av. San Martin, 298, San Carlos de Bariloche, Argentina)

Foto extraída do site Trip Advisor

Restaurante vegetariano que foge da tônica argentina cujos restaurantes são especializados em carne feita na parilla.

Funciona no sistema por quilo (AR$ 148,00) em que você escolhe a comida exposta no buffet e o funcionário monta sua marmita ou prato. Se for comer no local fica 18% mais caro. As empanadas são cobradas a parte (13 pesos).

A comida é muito bem preparada, ideal para dar uma pausa em nosso ímpeto carnívoro.

7) RAPA NUI (Mitre 202, San Carlos de Bariloche, Argentina)

a

Eles fazem os melhores sorvetes e chocolates da Argentina. O ponto alto fica pela nutella que eles vendem em potinhos, melhor do que a original.

O atendimento é muito ruim, mas vale a pena. O sorvete de meio quilo custa 110 pesos.

8) CERVEJARIAS

Bariloche é famosa pelas inúmeras micro cervejarias, sendo que todas possuem o próprio bar/restaurante. Dentre as principais posso destacar: CERVECERIA BLEST (Exequiel Bustillo 11600, San Carlos de Bariloche, 8401 – Río Negro, Argentina) – a mais famosa; CERVECERIA LA CRUZ (Nilpi 789, San Carlos de Bariloche) – considerada por muitos como a melhor cervejaria artesanal da região; CERVECERÍA MANUSH (Neumeyer 20, San Carlos de Bariloche) – estilo baladinha, sempre cheia; CERVECERÍA LOWTHER (Mitre 1160, San Carlos de Bariloche, Río Negro, Argentina); e CERVECERIA BACHMANN (Ada Maria Elflein 90, San Carlos de Bariloche).

PASSEIOS

A maior lotação da cidade ocorre no inverno por causa das pistas de esqui, porém, no verão, há oportunidade de se deslocar por todos os lados facilmente e ver algumas das paisagens mais bonitas da Argentina.

Eu já tinha lido em alguns blogs que após o Natal a cidade fica lotada de jovens que chegam de ônibus de toda a Argentina realizando a famosa viagem de formatura. Afirmo que a cidade estava tomada de estudantes dos 14 aos 18 anos.

Como eles se deslocam nos ônibus escolares, aconselho não coincidir os horários de passeios com eles, portanto, ou saíamos bem cedo, tipo 8 horas da manhã, ou fazíamos nosso roteiro por volta do meio-dia, pois os turistas estavam voltando para almoçar.

Como já tínhamos visitado todas as cidades ao redor, nesse post vou me ater às atrações existentes dentro da cidade de Bariloche.

Vou especificar os principais pontos por tópicos.

CALLE MITRE y CALLE SAN MARTIN

Calle Mitre

Principais ruas do centro, recheadas de hotéis, lojas, restaurantes, bares e baladas.

CALLE SAN MARTIN

Nessas ruas o turista encontra os principais bancos e casas de câmbio.

CIRCUITO CHICO

vgb

Rota que percorre a costa oeste da cidade, basta pega a Avenida Exequiel Bustillo até o seu final para chegar no circuito.

IMG_8903

O passeio pode ser feito no sentido anti-horário, seguindo pela Avenida Exequiel Bustillo, ou no sentido horário virando à esquerda na rotatória da avenida com a Ruta 77 (placa Colonia Suiza).

Nós fizemos o trajeto no sentido horário, portanto, o primeiro ponto de parada na ponte que corta o LAGO PERITO MORENO.

aa

Não pode parar em cima, mas há um acostamento de terra do lado direito logo depois da ponte.

circuito chico - lago moreno 4

A paisagem dos dois lados do lago são impressionantes.

circuito chico - ponte - lago moreno

A água é cristalina, assim como em todos os rios e demais lagos que visitamos na região.

circuito chico - agua lagos

A segunda parada fica por conta do restaurante PUNTO PANORAMICO e sua belíssima vista do Lago Moreno com o Hotel Llao Llao ao fundo.

aa

circuito chico - llao lao

Quem não quiser ir no restaurante tem a opção de parar o carro um pouco antes no mirante que oferece a mesma vista.

circuito chico - geral

A terceira parada, que, na verdade, é um desvio do circuito, será na COLONIA SUIZA.

aa

IMG_8887

Tem uma placa à esquerda indicando a entrada, via Ruta 79, que levará até o bairro formado por famílias provenientes da Suíça.

IMG_8888

A estrada apesar de ser de terra está bem conservada e sinalizada.

IMG_8994

O local é pequeno e famoso por sua feira gastronômica que acontece às quartas e domingos das 12 às 19 horas.

IMG_8998

IMG_8999

Tem várias lojas de artesanato e barracas de comidas e bebidas. Fomos em um domingo e valeu a visita.

Voltamos ao Circuito Chico e fizemos a quarta parada na região conhecida como BAHIA LOPEZ.

aa

Quem não quiser entrar em algum dos hotéis da região para conhecer as praias, basta parar o carro logo após a entrada do Hotel Alun Nehuen em um pequeno mirante que tem uma placa indicando o local.

IMG_8907

A vista aérea da bahia e suas praias é bem bonita.

circuito chico - bahia lopez

A quinta e mais bonita parada fica por conta da PONTE QUE SEPARA O LAGO MORENO DO LAGO NAHUEL HUAPI.

aa

A ponte fica em uma curva bem fechada e os turistas andam bem rápido nessas estradas, portanto, tome cuidado para não parar na pista.

IMG_8910

Logo depois da placa acima tem um recuo à direita para os carros estacionarem e tirarem boas fotos. Há acesso a pé para os lagos.

circuito chico - lago moreno 2

O Lago Perito Moreno e suas águas cristalinas tornam a paisagem sensacional desse angulo.

circuito chico - lago moreno 3

circuito chico - lago moreno 5

Tem um pequeno rio que liga os dois lagos.

circuito chico - lago moreno

O Lago Nahuel Huapi também proporciona fotos incríveis.

circuito chico - lago nahuel huapi 1

circuito chico - lago nahuel huapi 2

No verão vale a pena levar toalha para entrar no rio ou fazer uma farofa às suas margens.

A nossa sexta e última parada ficou por conta da região conhecida como LLAO LLAO.

aa

A região é famosa por abrigar o Hotel Llao Llao, o mais chique da região.

IMG_8917

IMG_8921

A piscina do hotel tem uma vista incrível do Cerro Tronador.

Foto extraída do site Trip Advisor

Em frente ao hotel fica o Puerto Pañuelo, por onde zarpam os passeios de barco pelos lagos patagônicos.

Foto do site de Bariloche

O passeio do Circuito Chico possui diversos outros pontos de paradas, como o Lago Escondido, mas acredito que fizemos os principais e mais bonitos.

CERRO CAMPANÁRIO (http://www.cerrocampanario.com.ar/)

IMG_8992

Apesar de não ser utilizado como pista de esqui, o Cerro Campanário tem a melhor vista da região.

Cerro campanário - vista - geral

Tem que pagar 150 pesos e subir de teleférico.

IMG_8993

A vista do teleférico já vale o ingresso.

Cerro campanário - teleferico 1

Cerro campanário - teleferico 2

Mas, ao chegar no cume, a vista, realmente, é a mais bela da região.

Cerro campanário - vista - lago nahuel huapi

De cima tem-se uma bela vista da cidade.

Cerro campanário - vista - cidade

O local tem três pontos de observação que proporcionam uma visão 360 graus.

Cerro campanário - vista - cerro capilla e los cantaros e lalao llao e lago moreno

Cada mirante possui placas indicando os pontos que estão sendo observados.

Cerro campanário - vista - cerro lopez

No topo tem uma loja de lembranças e uma confeitaria com aquela vista sensacional.

IMG_8975

A National Geographic elegeu o Cerro Campanário como uma das mais belas vistas do mundo.

Cerro campanário - vista - cerro lopez e colonia suiza

Funciona das 09:00 às 17:30.

CATEDRAL DE SAN CARLOS DE BARILOCHE (Vice Almirante O Connor 501 – San Carlos de Bariloche)

IMG_8865

Principal igreja da cidade e com bela vista do Lago Nahuel Huapi ao fundo.

IMG_8864

Não fomos no CERRO CATEDRAL, a principal estação de esqui de Bariloche, fica a 19 km do centro da cidade às margens do Lago Gutiérrez, funciona no verão para atividades como mountain bike e escladas. Alguns teleféricos ficam abertos; nem no CERRO OTTO, bem perto da região central, tem uma confeitaria giratória em seu topo. Pode ser acessado tanto de carro via sinuosa estrada de terra como pelo teleférico que fica localizado no cruzamento da Av. De Los Pioneros com a Calle Roberto Arlt.

Bariloche no verão proporciona as mais belas paisagens dos Lagos da Patagônia, acredito que no inverno seja interessante apenas para os amantes dos esportes de neve.

Cerro campanário - vista - cerro capilla e los cantaros e lalao llao e lago moreno laguna el trebol

Recomendo uma viagem de, no mínimo, 10 dias, para visitar toda a região e suas belas paisagens.

Advertisements

14 thoughts on “BARILOCHE

  1. Pingback: BUENOS AIRES – ONDE FICAR | Comida para viagem

  2. Oi tudo bem? Seus relatos vão servir de orientação pra nossa próxima viagem.
    Pode me dizer quanto saiu o aluguel em Bariloche na época que você foi pra eu ter uma ideia de valores?
    Muito obrigada por dividir tudo minuciosamente.
    Luciana

    Like

    • Oi Luciana!
      Nós pagamos em torno de 8 mil pesos no aluguel do carro, mas tem que levar em conta que era fora de temporada e que o câmbio estava bem diferente com a proibição de compra de dólar na Argentina e consequente existência de câmbio paralelo.
      Mas, com certeza, a Bari Car faz preços muito melhores que a concorrência.

      Like

      • Fiz um orçamento e está 600.00 pesos a diária. Creio que esteja um preço bom. Por volta de r$150.00, tá valendo. Obrigada

        Like

  3. Olá. Gostei do seu relato. Pena que as fotos estão pequenas.
    Onde posso achar esse horário de funcionamento da Colonia Suiza?
    Vale a pena mesmo almoçar por lá?

    Obrigada.

    Like

    • Oi Aline! O almoço lá na Colônia Suiza vale se for pra comer algo rápido e tomar cerveja na feira.
      Esse horário eu vi em algum guia que nos entregaram em Bariloche.
      As fotos parecem de tamanho normal no meu computador, mas você pode clicar em cada uma que ela aumentam.

      Like

  4. Oi! Tem uma média de gasto diário em alta temporada? Irei ficar 7 dias no final de julho. Contando, passeios, alimentação, bebida alcoólica, aluguel de roupa, etc etc…. Para uma viagem sem muita economia. Obs: a hospedagem já está paga.
    Muito obrigada! Adorei o blog!

    Like

  5. Muito, muito, muito bom. Agradeço pelos detalhes das comidas em Bariloche. Minha esposa e eu gostamos de comer bem, mas pagar mais caro só porque o lugar é muito frequentado por turistas não dá.

    Like

  6. Olá!
    Muito bom seu post…
    Vocês gastaram em média quantos para ir pra lá ? levaram real ou lá só aceita mesmo os pesos argentinos ?
    Obrigada!

    Liked by 1 person

    • Boa tarde Jessica! Nós levamos dólares porque ainda existia o câmbio paralelo, portanto valia muito a pena.
      Hoje em dia eu recomendo levar reais e ver se os estabelecimentos estão pegando real em cotação melhor que o Banco de La Nacion.
      Na Argentina eu sempre faço uma média de 300 reais por dia e sempre voltamos com dinheiro.

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s