VILLA GENERAL BELGRANO – LA CUMBRECITA E REGIÃO

Aproveitando o recesso do Poder Judiciário, resolvemos passar o Natal e Ano Novo visitando as famosas cidades serranas que circundam Córdoba – Argentina (ver post).

Pegamos o voo direto da Gol saindo de São Paulo, desembarcamos em Córdoba às 03:00 da manhã, fomos para o hotel dormir um pouco e, às 16:00 horas já estávamos na estrada rumo a VILLA GENERAL BELGRANO, nosso primeiro ponto de parada.

Por ser final de ano, as locadoras tinham poucos carros disponíveis e os preços estavam absurdamente altos.

Após muita procura via internet, eu consegui fechar através da empresa CESCATO ALQUILER DE AUTOS (cescatosetur@gmail.com) uma Meriva pelo mesmo preço que as locadoras famosas estavam cobrando por um Clio de 2 portas.

A locadora fica em Mina Clavero (150 km de distância de Córdoba), mas um funcionário levou o carro em nosso hotel no dia 22/12 e buscou no mesmo local no dia 05/01/15. O carro, apesar de um pouco antigo (2008), estava em bom estado e não tivemos qualquer problema durante a viagem.

O caminho de Córdoba até Alta Gracia tem pista dupla.

vgb

De Alta Gracia até Embalse Los Molinos, o asfalto continua muito bom mas a pista é simples, apertada e com muitas curvas. Sem pontos de ultrapassagem.

los molinos 1

O grande lago acompanha a estrada e rende algumas boas fotos nos pequenos mirantes.

los molinos 3

los molinos 2

Depois que passa o Embalse Los Molinos a pista permanece simples, porém com retas longas e pontos de ultrapassagens.

Entre as Sierras Chicas y Sierras Grandes, encontra-se VILLA GENERAL BELGRANO, pequeno município de origem alemã com arquitetura e culinária típica.

belgrano 9

Em outubro acontece uma Oktoberfest na cidade.

belgrano 5

A cidade é famosa por suas Fábricas de Cervejas Artesanais como a Brunnen e a Viejo Munich, bem como as Fábricas de Chocolate e Alfajores como a Capilla Vieja.

belgrano 6

belgrano 1

A rua principal (Av. Julio A. Roca) possui vários bares, restaurantes e lojinhas de comidas.

belgrano 4

Belgrano 2

Belgrano 7

Ficamos hospedados na DIE ELEMENTE POSADA BOUTIQUE (Julio Kochmann 45, Villa General Belgrano 5194, Argentina)

Sem palavras para descrever o aconchego e elegância do lugar. Dispõe de apenas 4 quartos, todos com cozinha privativa, ar condicionado, aquecedor, tv a cabo, mesa de jantar e sofá.

foto 1

Nosso quarto era sensacional, não tem como fazer qualquer crítica ao ambiente, mobília ou roupa de cama.

foto 2

A pousada ainda conta com piscina aquecida.

foto 3

O único desconforto que tivemos foi com relação ao wi fi que as vezes o sinal era tão fraco que nem funcionava, mas acredito que internet é o que menos importa em um lugar assim. Com certeza voltaríamos muitas outras vezes.

Nós chegamos por volta das 19 horas e, após o check in, fomos a pé procurar um lugar para tomar uma cerveja, já que a pousada fica próxima da rua principal.

Escolhemos um bar/restaurante chamado POTRERILLO (Julio A Roca 88, Villa General Belgrano, Argentina)

potrerillo

O local estava cheio mas conseguimos mesa na calçada. Pedimos uma Patagônia Roja e uma mista de frutos do mar para acompanhar.

foto 1 (2)

A porção continha camarões fritos, além de lulas e mariscos empanados.

foto 2 (1)

Estava decente e o preço razoável.

Voltamos para descansar e bateu aquela fome, como era segunda-feira e a maioria dos locais já estavam fechados, decidimos comer em uma pequena pizzaria ao lado da pousada, a DI FRANCO (Julio Kochmann 45, Villa General Belgrano 5194, Argentina).

Para nossa total surpresa a pizza de calabresa com mozarela estava muito bem preparada, com massa fina e crocante, por apenas 100 pesos.

O dono da pousada nos indicou agências que fazem passeios para diversos lugares como o Cerro Mirador, o Cerro de La Virgen, o El Pico Alemán e o Bosque Encantado de Don Otto.

Pode-se alugar um cavalo e andar 5 quilômetros para conhecer o Cristo Grande.

Nós preferimos, no dia seguinte, pegar o carro e visitar LA CUMBRECITA, distante 38 kms de Villa General Belgrano é um charmoso vilarejo ao estilo europeu em que suas ruas só podem ser percorridas a pé.

vgb

La Cumbrecita estrada 1

La Cumbrecita estrada

A estrada, apesar de ter pista simples, possui um asfalto impecável e sinalização eficiente.

foto 4

Ao chegar tem que pagar 65 pesos e deixar o carro no estacionamento municipal.

foto 2

A partir da ponte, só a pé.

La Cumbrecita 1

O pequeno vilarejo é muito charmoso, mantendo o mesmo estilo alemão que predomina em General Belgrano.

La Cumbrecita 2

La Cumbrecita 3

La Cumbrecita 6

Tem vários pontos de visitação para desfrutar a natureza.

La Cumbrecita 8

Nós optamos pela Cachoeira, com piscina natural e água extremamente limpa, chamada Olla.

La Cumbrecita 7

La Cumbrecita 4

Os turistas podem, ainda, visitar o Cerro Wank, o lago das trutas, entre outros.

Comemos uma deliciosa empanada de framboesa na EDELWEISS DELIKATESSEN que fica no caminho principal, uns 05 minutos caminhando a partir da ponte.

foto 3

Compramos biscoitos de aveia que, sem dúvida alguma, foi a melhor bolacha que já comi. Recomendo muito !

Ao voltarmos passamos na minúscula cidade de LOS REARTES.

los reartes 2

los reartes 3

A principal atração fica por conta da margem do Rio Reartes, cujo local os argentinos usam como praia.Santa Rosa de La Calamuchita 4

Chegamos em General Belgrano e comemos no VIEJO MUNICH (Av. San Martin 362, Villa General Belgrano 28016, Argentina).

foto 1

Especializado em comida alemã e com cervejas artesanais, produzidas ali mesmo.

foto 2 (1)

Pedimos um chopp claro e um red ale, estavam muito bons e gelados. Para entrada pedimos salsichas alemãs com molho de tomate e mostarda. Saborosas

foto 4 (1)

Pratos principais: lomo ao molho de cogumelos e lomo ao molho de pimenta.

foto 3 (1)

Ambos estavam sensacionais. Porém não era filé mignon, e sim um ancho (contra filé). Pratos que servem duas pessoas, especialmente após pedirem uma entrada.

foto 5

Atendimento muito simpático e preço justo.

Jantamos no CAFÉ RISSEN (Julio A. Roca 36, Villa General Belgrano, Argentina), pois a maioria dos restaurantes famosos, como o Bierkeller e o Quercus, só abrem a partir de quarta-feira.

foto 1 (1)

Pedimos 4 empanadas e um x-Burger acompanhados de dois chopps artesanais da casa.

foto 2

O chopp era muito bom e as comidas apenas razoáveis, nada a ser lembrado ou que nos dê vontade de voltar. A conta deu 194 pesos.

No dia seguinte pegamos o carro e fomos, pela Ruta 5, uma ótima estrada de pista simples, até SANTA ROSA DE CALAMUCHITA.

foto 4 (1)

foto 5 (1)

Cidade maior que General Belgrano, sem o mesmo estilo, mas cortada por um belo rio de águas cristalinas.

foto 2 (2)

O calçadão acompanha a margem do rio com quiosques e locais para entrar na água.

foto 1 (2)

Quem precisar de mais infra-estrutura, como, por exemplo, supermercados e farmácias grandes, precisa sair de General Belgrano e ir até Santa Rosa.

Na saída Oeste da cidade pegamos a Ruta Provincial 228 e fomos até a pequena VILLA YACANTO.

vgb

A estrada tem muitas curvas mas a condição do asfalto é excelente.

villa Yacanto - estrada

villa Yacanto 2

villa Yacanto 1

O pequeno lugar não tem muitos atrativos, mas é ponto de passagem obrigatório para quem quer conhecer EL DURAZNO, famoso e isolado balneário dos cordobenses, que somente pode ser acessado por estrada de terra.

EL DURAZNO 1

EL DURAZNO 2

foto 3 (1)

Ao chegar na entrada de Villa Yacanto e avistar o Serviço de Informações aos Turistas você já avistará a placa indicando a estrada de terra a esquerda.

EL DURAZNO 3

EL DURAZNO 4

São 07 Kms relativamente bem conservados até avistar a pequena ponte que dá entrada ao município.

EL DURAZNO 5

O local é formado por poucas ruas de terra com diversas pousadas e chalés para alugar.

EL DURAZNO 7

O rio está com pouco volume de água, o que inviabiliza a prática de alguns esportes. O local é ideal para quem quiser descansar muito e praticar o “nadismo”.

Tentamos comer no restaurante mais famoso, o El Durazno, mas, como era dia 24/12/14, estava fechado.

EL DURAZNO 6

Como não encontramos nenhum restaurante aberto, voltamos para General Belgrano e fomos almoçar no ALTER ZEPPELIN (Av. Julio A. Roca 39, Villa General Belgrano 5194, Argentina), eis que era o único aberto as 15:30.

foto 1

Comida honesta e mesas agradáveis na calçada. Posso definir como um restaurante que faz tudo certinho, mas nada marcante que nos faça querer voltar no dia seguinte.

foto 2

Chopp artesanal bem tirado. As lulas a dorê estavam bem feitas.

foto 4

foto 3

Os filés com molho de champignon e shitake estavam gostosos.

foto 5

O preço foi um pouco acima dos demais restaurantes da cidade.

Dia 25/12 fizemos o check out de nossa excelente hospedagem na extremamente agradável cidade de Villa General Belgrano e rumamos para VILLA CARLOS PAZ (ver post).

Posts relacionados:

https://comidaparaviagem.wordpress.com/2015/01/10/huerta-grande-la-cumbre-los-cocos/

https://comidaparaviagem.wordpress.com/2015/01/10/villa-carlos-paz/

https://comidaparaviagem.wordpress.com/2014/12/08/cordoba-argentina/

https://comidaparaviagem.wordpress.com/2015/01/18/de-cordoba-a-mendoza/

https://comidaparaviagem.wordpress.com/2014/01/31/mendoza/

Advertisements

7 thoughts on “VILLA GENERAL BELGRANO – LA CUMBRECITA E REGIÃO

  1. Pingback: De Córdoba a Mendoza | Comida para viagem

  2. Pingback: MENDOZA | Comida para viagem

  3. Pingback: HUERTA GRANDE – LA CUMBRE – LOS COCOS | Comida para viagem

  4. Pingback: VILLA CARLOS PAZ | Comida para viagem

  5. Pingback: CORDOBA – ARGENTINA | Comida para viagem

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s